5 buracos gigantes pelo mundo

O homem é capaz de abrir buracos gigantes pelo mundo à procura de riquezas, mas alguns são buracos naturais, criados pela própria natureza.
Confira 5 buracos pelo mundo.

Gruta das Andorinhas – México

Sótano de las Golondrinas
A Gruta das Andorinhas (Espanhol: Sótano de las Golondrinas), é um abismo natural localizado no município mexicano de Aquismón, estado de San Luis Potosi.
Este buraco extraordinário possui um abismo com profundidade de 376 metros que foi formado pela erosão de água em uma falha impermeável de calcário.
A abertura do topo tem um diâmetro de cerca de 60 metros, enquanto que a parte inferior tem uma abertura máxima de 300 metros. 
Veja mais sobre a Gruta das Andorinhas...

Mina de Bingham Canyon – Estados Unidos

mina de cobre Kennecott
A Mina de Bingham Canyon, também conhecida como a mina de cobre Kennecott, é a mais profunda mina a céu aberto do mundo e também o maior buraco escavado pelo homem.
A cratera mede aproximadamente 4 km de largura e 1200 metros de profundidade.
Esta mina de cobre está sendo escavada desde 1906 e localiza-se no sudoeste de Salt Lake City, Utah, Estados Unidos.
Leia mais sobre o maior buraco a céu aberto do mundo...

 Buraco Azul de Belize

Buraco Azul de Belize
O Buraco Azul de Beliza tem 125 metros de profundidade e 300 metros de diâmetro, resultado de uma caverna submersa que cedeu por causa do nível do mar que subiu.
Turistas, mergulhadores e cientistas exploram seu interior que desperta curiosidade.
Leia mais sobre o Buraco Azul de Belize... 

 Mina de Diamantes de Kimberley – África do Sul

Mina de Diamantes de Kimberley – África do Sul
“Big Hole”, como foi apelidado é o resultado de uma mina de diamantes abandonada com profundidade de 1095 metros, localizada na África do Sul, que foi escavada entre 1871 e 1914.
Foram retirados 14,5 milhões de quilates de diamantes dessa mina, durante seu funcionamento.

Mina de Divaik - Canadá

Diavik Diamond Mine
Diavik Diamond Mine (a mina de diamantes de Diavik) é uma cratera de 240 metros de profundidade que produz uma média de 1,600 quilos de diamantes por ano.
A mina de Diavik, aberta em 2003, cresceu tanto que até criaram até uma pista de pouso com capacidade para receber um Boeing 747. Diavik Diamond Mine se localiza nos Territórios do Noroeste do Canadá, cerca de 300 km ao norte de Yellowknife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...